Tempera

Busca:

Quinta-feira, 18 de Dezembro de 2014
Hora:03:54:43 AM
Seu IP:54.145.238.55

107612 acessos desde 23 de janeiro de 2006.

Tempera


Têmpera (metalurgia)

O tratamento térmico de têmpera nos aços tem como objetivo a obtenção de uma microestrutura que proporcione propriedades de dureza e resistência mecânica elevadas. Neste processo, a região a ser temperada é inicialmente aquecida à temperatura de austenitização e em seguida, é submetida a um resfriamento rápido.
 
A microestrutura resultante é composta predominantemente de martensita, uma fase que apresenta elevada dureza. Durante o processo de resfriamento, a queda da temperatura promove transformações estruturais que acarretam o surgimento de tensões internas. O desenvolvimento destas tensões internas, por sua vez, influencia a cinética das transformações de fase, alterando as temperaturas em que estas transformações ocorrem. Desta forma, é necessário conhecer o comportamento termomecânico do aço durante todo o processo para descrever adequadamente um tratamento térmico como a têmpera. A têmpera em aços é, portanto, um problema complexo que envolve o acoplamento entre fenômenos térmicos, de transformação de fase e mecânicos.
  
O conjunto de operações de aquecimento do aço sob controladas temperaturas, tempo, atmosfera e velocidade de resfriamento é chamado de tratamento térmico. Os diferentes tipos de tratamento têm como objetivo alterar as propriedades do aço ou conferir determinadas características ao metal.
 
Enquanto os aços de baixo e médio carbono, geralmente, são utilizados após serem forjados ou laminados, os aços de alto carbono e com elementos de liga necessitam ser submetidos a tratamentos térmicos antes da respectiva aplicação.
Recozimento, normalização, têmpera, revenimento e coalescimento são os tipos de tratamento térmico mais comuns. O processo de têmpera será o foco dessa edição.
 
É importante ressaltar que o aquecimento deve ser lento no início, a fim de não provocar defeitos no metal. A manutenção da temperatura varia de acordo com a forma da peça e o tempo nessa fase deve ser bem controlado. Em seguida, o aço é submetido a um resfriamento rápido, provocando a obtenção de uma estrutura martensítica.
O processo provoca algumas deficiências no aço, como a redução da ductilidade e da tenacidade, além de tensões internas que podem ocasionar deformação, empenamento e fissuração. Por conta disso, é recomendável que o aço temperado seja submetido ao revenimento.
 

Nós da Inforgel temos em nossa linha de produtos o Forno Elétrico GTI apropriado para este processo em sua empresa o mesmo oferecendo qualidade e seguranção. Com resistências em todos os lados do equipamento e também com uma proteção com placas especiais o equipamento ofecere facilidade em seu descarregamento e descarregamento, trazendo também seguranão ao seu usuário.

 
Com experiência ao decorrer destes 77 anos no mercado a Inforgel implantou em seus equipamentos não só produtos de alta tecnologia mais sim soluções de dificuldades que seus clientes sempre obtiveram em sus linhas de produção.
 

Para facilitar a produtividade de nossos clientes temos em nossa linha de produção diversos acessorios que facilitam o seu processo como Carinhos produzidos em Inox para carregamentos e descarregamento, portas adequadas ao espaço oferecido e produção continua de suas peças, dutos para eliminação de possiveis gases em lugares estratégicos, homogenizadores de temperatura (Circulador de Ar ) e muitos outros.

Sugerimos os modelos GTI e GTL de 1.100ºC para a sua empresa, duvidas verifique a nossa linha de equipamentos na pagina produtos..

Inforgel Fornos Genga :: Home | Contato | Mapa do Site :: Tecnologia Site Inteligente